sexta-feira, 18 de junho de 2010

A fome e a pressa que definha a alma

"Mas eu esperarei continuamente, e te louvarei cada vez mais" Sl 71:14

Se há algo difícil na nossa existência, esse é o esperar.
Temos fome, já o disse e geralmente esse nosso apetite é ditador. Zomba das nossas tentativas de respeitar os momentos, os processos e princípios. Queremos ou, cremos que precisamos e pronto. Nada nos faz aquietar.

É assim como os crentes hoje em dia. Não aguentam esperar pelo germinar das sementes, queremos o fruto e pra já, afinal vivemos todos na era dos imediatismos - da comida, rápida (ainda que não seja sadia ou saborosa), às roupas, encontradas prontas e nas medidas certas... Dor de cabeça? Enxaqueca? Toma-se um comprimidozinho e... a dor sumiu! É a época dos disque-isso, disque-aquilo e já está, na nossa mão, pronto pra ser engolido ou consumido. Sem esforço, sem crise, nem demora.

Também é a época dos relacionamentos descartáveis. Incomodou, dificultou, não cumpriu-se com o prometido (ou o esperado) e, zás - procura-se por outro no mercado fácil das emoções e sensualidade, onde nem a corte já se faz necessária, uma vez que a oferta, é sempre maior que a procura.

E ai, vamos nós, cristãos imediatistas. Queremos agora e já.

Se a vida cristã era pra ser algo simples, tornamo-la difícil, pois não aguentamos o andar dia a dia com Deus, obedecer, se submetar ao que sabemos ser a vontade e o plano divino para cada um... queremos emoções, queremos livramentos, não suportamos os desertos, os caminhos ermos, o silêncio, as calmarias... a lentidão e a espera que as vezes as colheitas nos impõem até que vejamos os resultados no nosso trabalho.

Nem atentamos nós para o motivo daquelas extensas genealogias encontras das Escrituras (fulano gerou sicrano, que gerou beltrano...), que não é outro no meu entender senão o sinal de que o Deus na Palavra é o Senhor dos processos, nunca automáticos ou imediatos, segundo esperam, ou exigem os corações mimados dos mortais, criaturas suas.

A verdade é que... Deus tem um timming muito próprio.

O salmista sabia disso. Sabia que podia confiar e... esperar.
Se as coisas não andam na nossa vida, buscamos - ou inventamos atalhos que, pretensamente, encurtam caminhos ou aceleram processos.

Estamos na época do "molhar-a-mão" dos despachantes celestiais.
E dá-lhe quebra de maldições espirituais, cursos de batalha espiritual, truques e estratagemas que podem encurtar a fila pelas bênçãos e resultados. Muda-se de igreja, muda-se de pastor... tudo, para conseguir-se o que quer, na hora que queremos. É a cola ou cábula nas provas divinas.

E o resultado? Para além do momentâneo torpor que engana, da viagem alucinada e alucinógena das sugestões e ânimo passageiro, logo vem (pode crer que é questão de tempo - esse que pretenderam evitar) um tremendo vazio e amargor de alma. Com pressa, come-se crú, embotam-se os dentes por comer uvas verdes, colhidas antes da hora.

É o que em Salmos, ficou registrado como o resultado dessa pressa: "...Então creram nas suas palavras, e cantaram os seus louvores. Porém cedo se esqueceram das suas obras; não esperaram o seu conselho. Deixaram-se levar à cobiça no deserto, e tentaram a Deus na solidão. E ele satisfez-lhes o desejo, mas fez definhar-lhes a alma" (Sl 106:12-15).

Escrevam isso. E fujam dessa tentação de não esperar pelo Senhor. E o seu timming santo.

4 comentários:

lucasabrahao disse...

gostei do post.
foi doce de ler como é doce ouvir os conselhos do meu pai..dizendo para um filho jovem: calma, tudo tem seu tempo...

obrigado.

Sander disse...

Olá querido irmão! Muito bom seu Blog!! Demais!! Parabens!!

Veja meu blog também! http://esquina7.blogspot.com/

Acabei até de colocar uma matéria sua muito boa lá!

Deus continue abençoando!!

PAZ

Sander. (sanderbrown1@hotmail.com)

Anônimo disse...

Tanta verdade junta, tão oportuna, tão sábia. Partilhei estes textos com o meu pessoal. Ab Luis Miguez

Tico e Teco da Jane disse...

Melhor impossivel!
Estou sempre as voltas com essa de esperar. E creio eu, estou hj sentindo dores porque me desesperei ha duas semanas atras. Por que nao damos ouvidos ao que Deus nos fala?
Obrigada por essa reflexao, irmao!
Deus abencoe voce e familia sempre!