quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Das correrias do dia...

Acordei hoje pressionado pelas demandas da vida.

São muitas coisas na agenda, pessoas a contactar, encontros por agendar, aconselhamentos a ouvintes da rádio, compromissos a checar. São mentoreados, amigos, fornecedores, fora as obrigações legais e civis, digamos, tais como impostos a pagar, documentos a entregar... Enfim,... tudo aquilo que, se não nos faz crer que o dia tem menos do que 24 horas, ao menos tenta-nos fazer a desandar aos gritos!

A contribuir para o caos, não faltam sempre os desesperados - clamando em agonia por ajuda. É sempre quem quer resolver problemas de anos em cinco minutos. Tem de ser na hora: "É urgente! É agooooraaaaa... É caso de vida ou morte"...

Há uma palavra de Jesus muito oportuna: "os pobres, sempre os tereis". Não há limites para as necessidades nem para os necessitados - eles não acabam nunca.

Ao pensar nisso hoje cedo, lembrei-me que fomos criados afinal, para as necessidades, mas não para sermos movidos por elas. É preciso distinguir as coisas importantes das urgentes.

Nesses anos todos de vida, já descobri que as coisas urgentes são aquelas que foram importantes mas que deixamos de lado. Para que não cuidemos só das urgentes, precisamos separar umas das outras. E interiorizar que "basta, a cada dia, o seu próprio mal".

E confiar no Senhor do tempo e da direção daquele que a Ele se submete, permanecendo diante dos seus olhos.

"Instruir-te-ei, e ensinar-te-ei o caminho que deves seguir;

guiar-te-ei com os meus olhos." Sl 32:8

2 comentários:

Maria Helena disse...

"Amigo"
Você é um génio!!! Não pára adoro muito ler tudo que vc escreve. Que "DEUS" o abençoe para sempre. Abraço.

Helena

Kati Rodrigues disse...

Rubinhoo, sei muito bem o que é isso... todos os dias eu vejo tudo que eu tenho pra fazer e sao muitas coisas e quanto mais corro para realiza-las nao consigo, vejo que meu tempo é curto. Ou que nao ando empregando meu tempo certo nas coisas certas, entende? Pois é, oro pra que Deus me ensine como usar o meu tempo, com sabedoria. E não mais acordar já atrassada em relaçao a muitas coisas. Abraço! Deus abençõe!