domingo, 28 de junho de 2009

A santidade que leva para os lados, não para cima!


"E por eles me santifico a mim mesmo, para que também
eles sejam santificados na verdade." João 17:19

Hoje é Domingo. Dia de reunir-me com a comunidade, a igreja. Não um dia para ir-se à igreja.

Acho que é por entendermos que vamos à igreja, numa atitude passiva, que nos vamos reunir com a igreja,
como quem vai ao supermercado, buscar só o que me convém, que nos esquecemos vez por outra, que igreja somos nós e que, esta, nunca fecha, nunca fica inactiva, nunca é um lugar, imóvel, plantada no chão, ou então é tudo e qualquer outra coisa, menos igreja.

Talvez dai também venha a ideia de que santificação, diz respeito ao meu exercício espiritual com implicações verticais, que apela à minha busca por Deus e onde é que eu ganho com tudo isso.


Assim sendo, posso cair no velho erro, feito religião, obrigação pretensamente espiritual, do quão vigorosamente fujo ou luto CONTRA OS OUTROS, para garantir a minha salvação, para que EU VEJA a Deus.


Se tem um bom dia para nos lembrarmos e aos companheiros de jornada de fé a respeito da verdadeira santidade, esse dia é hoje.


A santificação, "sem a qual ninguém verá o Senhor" para a qual nos apela o escritor de Hebreus (12:14), é aquelo que diz respeito à luta travada CONTRA nós mesmos e o nosso comodismo, o nosso bem-estar e prazer, pela salvação dos OUTROS, para que ELES VEJAM A DEUS (através de nós e do nosso serviço à eles). Aliás, como Jesus, declarou na sua oração sacerdotal em João 17 que fazia: aplicava-se ele, com todo o rigor de um devoto seguidor do Senhor Deus, para que não desviasse a sua atenção para o que era dos, e para os outros.


Como eu cantava quando pequeno (lógico, depois de ter passado aquela resmunguice por ter-me levantado cedo num dia sem escola e outras obrigações): "Hoje é Domingo, eu vou me aprontar,..." preparo-me para ir com os meus irmãos e, com eles, e à luz da Palavra, ser educado, animado, encorajado, exortado, não sobre como ir para o céu... mas sobre como ser melhor, como viver a praticar o "ser-se igreja".

Hoje, não desejo de jeito algum, na companhia da congregação, tentar convencer Deus a ser melhor do que já é. Ou então aprender técnicas (sejam orações, mandingas, mezinhas, simpatias evangélicas) para "dobrar" a Deus, ou domesticá-Lo para que atenda às minhas demandazinhas existenciais.

Não quero ser estimulado a fugir das pessoas, a isolar-me delas, a dar uma de santarrão e voltar as minhas costas para elas e as suas necessidades, tentando com isso, ganhar um "be-eme-dabliu" zero quilómetro nas ruas celestiais.

Hoje quero ser lembrado a não olhar para mim e para aquilo tudo que a mim diz respeito (isso já está garantido por Deus!), mas ser lembrado a servir, a aplicar-me a crescer e na direcção dos outros.

Aliás, exactamente como Jesus nos ensinou a fazer.

Bom Domingo!

3 comentários:

Betânia Pirola disse...

Que bom que tenho você para ir por mim...sera algum trauma?
Muito bom seu post...vou pensar mais no assunto!!

Danilo Fernandes disse...

Rubinho!

Voce não me conhecia. Nem eu a ti. Mas somos muito parecidos e seu texto fala direto à minha mente coração. Se me permite irei publica-lo em meu blog no proximo domingo, o Genizah.

O Genizah que horas é pirado e engraçado, horas é exaltado e sério, mas é super do bem e tem como regra levar o Evangelho da Liberdade Verdadeira e a Santa Subversão de Jesus ao mundo egocêntrico e perdido nos seus valores! E, ainda dando tempo, aproveito para tirar uma onda com este pessoal que anda explorando a fé das pessoas e ainda dizendo que são cristãos... Ops!

Por minha vez, já me tornei seu seguidor.

Abraços em Cristo e Paz!

Danilo

http://genizah-virtual.blogspot.com/

Leonardo Gonçalves disse...

E ele publicou mesmo! rs... Danilo publicou, eu li e vim saber quem é o maluco que escreve esses textos inteligentes que fala de um cristianismo não institucionalizado, mas bíblico, como Cristo quis que fosse.

Claro que eu não podia passar por aqui e sair de "mãos abanando", por isso quero avisar que estou levando uma fita métrica lá para o meu Púlpito Cristão, junto com um link daqui, lógico.

Um abração, e que Deus nos ajude a cada dia a ser igreja!

Leonardo Gonçalves