sexta-feira, 18 de abril de 2008

Sobre o Show do Gil... e os Dons de Deus!

"Subindo ao alto,... deu dons aos homens. (Ef 4:8)
Eu costumo dizer: nada, nada que é bom, essencialmente bom, vem de outro, a não ser do meu Pai que deu dons aos homens - todos eles, diz a Palavra. Não vem do cão, não vem do homem,... vem de Deus.
E foi o que vi ontem em Lisboa (depois de um Smoked Pork Ribs Barbecue, Tennessee style, no Hard Rock Café, depois de muito tempo sem um programinha desses, que ninguém, nem missionário é de ferro!).
No Coliseu de Lisboa, louvei a Deus, extasiado por todo o dom - presentes, adjetivos e "adornos existenciais" - que Ele depositou na vida do Gilberto Gil, o Ministro da Cultura que, mesmo após anos, a voz, o violão e a sua poesia continuam fantásticos.
Sei que, infelizmente, muitos cristãos têm ainda dificuldade em ver Deus nessas coisas lindas que - venham de um coral de igreja ou de um artista (chamado) secular - nos elevam a alma. E foi para mim e a esposa, um deleite.
Para esses, deixo o desafio: tentem olhar pra além dos limites "gospel" e vejam que Deus e a Sua multiforme graça, agracia a todos e a quem Ele quer.
E tentem treinar, aprender, adestrarem-se o bastante para fazer os homens servirem-se da sua arte, não feita às pressas, sem diligência, sem gastar o "sangue", sem paixão e assim, fazerem-nos glorificar ao nosso Pai que está nos céus. Sejam fiéis ao que vem do alto, do Pai das luzes e sejam o mais fiéis possível ao que Deus lhes confiou.
Há anos atrás, ouvi do grande Geraldo Vandré: "nada do que passa pelos meus cinco sentidos deixa um dia de sair". Maravilhoso. Deus nos quer "bebendo da vida" e devolvendo a ela tudo o que retivemos, na forma de poesia, música, dança, enfim, de vida. Recebemos informações, dados e os devolvemos transformados. Talvez seja isso o que chamam de viver. Nada menos que isso.

Nota 10 para o Gil (ou 20, cá em Portugal), toda a honra ao meu Paizão Celestial!

Um comentário:

Anônimo disse...

Rubis,... Adorei o que escreveu e me identifico com cada palavra. O texto sobre osdons, e de acreditar que Deus nos faz a conhecer Seu amor pelo cuidado eproteção que Ele tem para connosco, mesmo quando não aceitamos "perder"tempo com a troca de pneus! Tenho procurado cada vez mais deixar de ser tão radical e aceitar as coisas de forma mais "soft"...rsrs...
Silvia